domingo, 26 de fevereiro de 2012

Manifesto Anti-FNAC

Ontem comprei o último acessório que me faltava - um cabo disparador. Com ele não preciso de tocar na câmara, nem de usar o temporizador, quando faço longas exposições usando o tripé. Experimentei-o hoje mesmo, e posso concluir que dá jeito. Muito jeito. E tem uma função interessante, que é a de se poder bloquear o botão, que fica premido até meio, assim mantendo permanentemente a focagem automática. É útil nas longas exposições e quando se usa a focagem automática contínua. Além do  mais, o cabo permite-me manter alguma distância entre mim e a câmara, no caso de usar o tripé muito perto ou mesmo dentro de água. (Hoje o tripé levou o primeiro banho de mar quando fiz esta foto:)
Podia dizer que estou contente com a aquisição, mas não consigo. Comprei o cabo disparador na FNAC da Rua de Santa Catarina. Foi a segunda vez que o tentei comprar: da primeira, como esperei dez minutos sem que nenhum empregado me atendesse, desisti. O cabo estava exposto na vitrina dos artigos usados, e o preço era €10,00. Barato - poderia alguém pensar. A verdade, porém, é que este produto está à venda na Internet por preços entre os €6 e os €8. Novo, note-se bem. E eu comprei-o usado. Senti-me roubado e ludibriado quando descobri os preços pedidos por este produto na net.
Eu não sou um imbecil que apenas se preocupa com o seu hobby; sou um cidadão consciente e sensível às questões dos direitos do consumidor. A FNAC vai longe demais nos preços que cobra em certos produtos. O flash Olympus FL-14, que me custou €177 na Colorfoto do Porto, custa €229 na FNAC; o meu saco Lowepro Nova 140 AW custa €49,99 na FNAC, e eu comprei o mesmo modelo por €38 na AFF; e o saco Slingshot 102 AW custa €80 na Colorfoto e €99,90 na FNAC. Estes são apenas exemplos que conheço; decerto haverá outros. Por exemplo na secção de informática, onde todos os preços são mais altos do que noutras lojas.
Eu sei que há muita gente que tem a ilusão de que os preços são mais baixos nas ditas «grandes superfícies», mas no caso da FNAC esta é uma ilusão mentirosa. Não comprem na FNAC. Não se deixem enganar.   

3 comentários:

Pedro disse...

Olá : Não concordo nada com este post. A FNAC arrasa a nivel de preços. De facto descobri que a fnac faz promoções do outro mundo, mas só online . Exemplo ? Samsung NX100 por 300 euros. A NX100 esteve à venda por 300 euros. Ou canon s95 por 280 euros !!!! (quando na pixmania era 340.).Tiveram também a sony dslr a 500 euros . É preciso é estar atento ao que eles promovem online. Eu não sou da fnac. Na minha busca de cameras e preços verifiquei que por vezes eles têm descontos fabulosos mas só online.

MVM disse...

Não digo que não, mas os exemplos que dei referem-se a preços praticados nas lojas de Santa Catarina e do Norteshopping. Preços que pude comparar in loco. Não pretendi ser destrutivo, mas alertar os leitores para estas diferenças de preços. Também não tenho nenhuma ligação com as lojas que citei; apenas reitero que, por vezes, pensar-se que as grandes superfícies praticam preços mais baixos é uma ilusão.

Anónimo disse...

Estou 100% de acordo a Fnac é um atentado as carteiras, são uns ladrões de 1º,é um supermercado incultural, o atendimento é péssimo seja no apoio a cliente,caixa, balcoes, bilheteira,digo tudo isto porque trabalhei na Fnac Forum Coimbra e deu para ver a miséria que é esta empresa e este ladrões de cultura e lazer,nunca comprei nada na Fnac nem vou comprar!Tenho ódio a esta empresa! Se for a alguma loja Fnac é mesmo so para estragar, melgar ou dar trabalho a empresa com reclamações por tudo e por nada, vingar!